Páginas

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

PEC Abuso de Poder mostra fascismo do judiciário

A PEC no tocante ao Abuso de Poder dos magistrados, delegados e demais, não somente a sociedade será a principal beneficiada mas, principalmente os cidadãos inferiores aos tais "Deuses". Este é o melhor Projeto de Emenda Constitucional (PEC), já aprovado na Câmara desde sua fundação, 17 de abril de 1823. 
Os integrantes do fascista e corporativista judiciário brasileiro estão à beira do suicídio. Tudo isso por causa da PEC Contra Corrupção - extensiva aos integrantes do judiciário contra seus abusos -, votado e aprovado nesta quinta-feira,1 de dezembro pela bravo Congresso Nacional, pelo menos desta vez. 

O texto orienta que: juízes de Direito, promotores e procuradores de justiça sejam enquadrados de acordo com suas atitudes abusivas. Temendo perderem regalias além de poderes de deuses, às cascavéis, digo, os magistrados (grande maioria), ameaçam com abandono (sem deixar de receber salários), suas funções.

Na verdade eles querem usar o povo como massa de manobra, usando das prerrogativas da Lava-Jato, ou até mesmo imitando o parlamento em vários momentos de sua história. "Ora, se for aprovada esta PEC diminuirá o poder da justiça", dizem. Mentira. É o lado mais fascista e maquiavélico deles.  Agora, a PEC segue para o Senado, onde pede ser votada na quarta-feira, 6. Caso seja aprovada, o presidente Michel Temer tem o poder de vetar. Porém, caso o faça, perderá sua base de apoio nas duas casas: Congresso e Senado, além das base estaduais. 

O tempo é agora

A Já não era sem tempo que os integrantes do judiciários carecem de parâmetros para suas funções. Só que precisa de machos legislando para fazer isso. Bons, honestos ou não, o Legislativo teve peito. Os magistrados atuam de forma aleatória e a bel prazer: condenam aqueles que não lhe interessa e liberta aqueles que lhes são bem quistos. O judiciário brasileiro nada mais o é do que uma fábrica de transformar cidadãos em criminosos. Com a PEC Contra Corrupção, os DEUSES TERRENOS, apesar de serem julgados pela panela corporativista e fascistas, pelo menos agora,  correrão os riscos que qualquer cidadão comum corre: ficar sem emprego e salário.

Na atualidade, o magistrado, promotor ou procurador de justiça que cometer erro, recebe apenas uma advertência da sua corriola e segue com seus atos covardes, condenando a torto e a direita, só pra ver o cidadão mofar na cadeia além da sociedade ter de pagar por seu erro: indenização ao inocente condenado. Somente em caso mais gravíssimo o magistrado é aposentado compulsoriamente. Porém, com todas as regalias por exemplo o salário de 34 mil reais mensais. Quem não quer ser condenado assim? Portanto, esta é a melhor emenda Constitucional já aprovada na Câmara, desde sua fundação, 17 de abril de 1823.

Cidadão é beneficiado com PEC

Quantas vezes você já se pegou contestando o induto concedido suzane von richthofen? Várias, Inclusive nas redes sociais muitos a atacam com veemência. Pois é! Na verdade ela não tem culpa de receber o indulto. A culpa é do magistrado que concedeu. Portanto, sendo aprovada a PEC Abuso de Poder, você, cidadão de bem, poderá ingressar com uma representação pública contra tal magistrado, chegando até a cassá-lo. 

Outro exemplo do que ocorre no dia a dia do trânsito paulistano: pegue seu carro e, sem querer, feche o automóvel de um dos integrantes do judiciário. Sabe o que vai lhe acontecer além da prisão? Responderá a um processo por tentativa de assassinato. 

Bem mais recente, no Rio de Janeiro, em 21 \ 11,  a juíza Angélica dos Santos Costa autorizou a polícia fazer buscas e apreensões coletivas na Cidade de Deus, bairro do Rio de Janeiro. Ora, só porque dois policiais foram mortos toda uma população formada de pessoas honestas, incluindo criança, tem de passar pelo constrangimento de uma arma na cara. 


O trabalhador que não estivesse em casa para abrir a porta, ao voltar  encontrava sua porta arrebentada. É abuso de poder ou não? precisam ou não de parâmetros esta categoria?.  Estes são apenas três exemplos. Mas centenas contendo abuso de poder dos magistrados acontecem todos os dias por este Brasil a fora. Por final, ressalte-se que eles não fizeram concurso para Deus e passaram; fizeram para empregados públicos. Depois, o bom juiz (raro mas existe)  não será afetado com tais medidas. Punição. (Francisco Martins). 

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Luto na imprensa tupiniquim


Avião do time azarão da Copa Sul-Americana, o Chapecoense, de Santa Catarina, Brasil, cai em Medelin, Colômbia,  além da delegação, 21 profissionais de imprensa, que participariam da cobertura do primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana morreram. Um total de 71 uma pessoas perderam a vida neste acidente. Segundo informações a queda se deu por falta de combustível. 

As tentativas de pouso do piloto em pousar aconteceram quando a aeronave encontrava-se praticamente sem combustível, 1 ou dois minutos antes do término. 

Veja perfil dos falecidos em BrDigital

sábado, 26 de novembro de 2016

Filmes, paixão do FraM Martins

Dois filmes memoráveis: Conta Comigo, estrelando River Phoenix (em memória). E Garotos Perdidos, um divisor de águas em películas sobre vampirismo moderno. 
Divirtam-se!


Conta Comigo 

Conta comigo (Stand by Me) é um filme americano de 1986, do gênero drama, dirigido por Rob Reiner. O título vem de uma música com o mesmo nome de Ben E. King (que toca durante os créditos finais) e é baseado no conto The Body (no Brasil, "O Outono da Inocência - O Corpo", presente na coletânea "As Quatro Estações"), de Stephen King.

Wil Wheaton (Gordie Lachance) River Phoenix (Chris Chambers) Corey Feldma (Teddy Duchamp) em atuações memoráveis


Garotos Perdidos

Michael (Jason patrick)  está agindo de forma estranha, talvez porque seus novos amigos liderados pelo enigmático David não sejam nada comuns. Eles são vampiros dispostos a aproveitar a vida, curtir a noite e transformar Michael no mais novo membro de seu grupo. Diane Wiest e Corey Haim encabeçam elenco. 

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Francisco Martins recusa homenagem ao seu pai

Jornalista Francisco Martins recusa moção aprovada em homenagem a seu pai com nome de praça em município da Grande São Paulo. 

Uma moção de homagem ao médico endocrinologista José M. Carvalho fora rechaçada pelo seu único herdeiro, o jornalista Francisco Martins. O médico falecido em 26 de fevereiro de 1994 vítima de AVC (Acidente Vascular Cerebral). 

O médico sempre clinicou na cidade onde morava, Santo André além de ter clínica estabelecida à Ria Campos Salles, nº 100, e atuando também no serviço federal, no antigo INPS. Durante anos foi também voluntário da AACD da região além e também prestou serviços relevantes aos munícipes como voluntário. Também foi co-fundador da Unimed Paulista. 


Porém, seu filho não gostou da ideia e deu um não como resposta ao ser procurado pelo representante da Câmara Municipal. " Agradeço, mas declino da homenagem ao meu pai. Primeiro porque ele não gostaria de tal honraria. Segundo, porque às praças são sempre bonitas no ano de inauguração, depois viram verdadeiros antros de sujeiras e de toda sorte entre os quais consumo de drogas e mendigagem. Seria colocar sobre suspeição a memória de meu pai", sentenciou Martins. 

Formado pela universidade Federal do Paraná, em 1956, o Doutor Carvalho, como era conhecido na cidade, trabalhou até 1990, nunca teve uma queixa registrada tanto no setor público quanto pela atividade em sua clínica particular. 

O vereador (que pediu pra não ser citado), que fora paciente de seu pai prometeu obter autorização na justiça para que a homenagem seja prestada ao médico, nascido em Poços de Caldas, cidade do sul de Minas Gerais. 

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Donald Trump passa por cima de Hillary como trator

Mr. Donald Trump vence Hillary, apesar das falcatruas montadas pelos democratas para derrotá-lo.  Trump vence Hillary de forma magistral e tomará posse na Casa Branca em 20 de janeiro 2017. Agora Mr. Trump, cobraremos as propostas de construção de um muro na fronteira com o México e a não permissão de entrada dos islâmicos nos USA. 


Desacreditado, boicotado pela media e artistas, o republicano Donald Trump fez o que seu eleitorado já sabia: derrotou Hillary Clinton, não somente a franca favorita, mas campanha bancada pela Casa Branca, sob tutela de Obama. Terça-feira histórica para um país cheio de misticismo nas eleição indiretas.

Empresário bilionário do setor imobiliário e ex-apresentador de reality show, Donald Trump capitalizou uma onda de revolta contra Washington para derrotar Hillary, candidata democrata cujo currículo no establishment inclui as funções de primeira-dama, senadora e secretária de Estado dos EUA.

O presidente Barack Obama, que realizou campanha contra Trump, telefonou para o republicano para cumprimentá-lo pela vitória e convidou Trump para um encontro na Casa Branca na quinta-feira, informou a Casa Branca em comunicado. Obama deve se pronunciar mais tarde nesta quarta sobre a eleição. "Garantir uma transição suave de poder é uma das principais prioridades que o presidente identificou no início do ano e um encontro com o presidente eleito é o próximo passo", reconhecendo a derrota, Barack Obama finalizou.

Trump obteve os 270 votos necessários no Colégio Eleitoral para conquistar um mandato de quatro anos com início em 20 de janeiro, vencendo em Estados-pêndulo nos quais as eleições presidenciais costumam ser decididas.

A farsa

Uma eleição cheia de pontos negativos onde até economistas premiados com Nobel, serviram de moleques para Hillary ao emitiram carta-aberta, onde afirmavam que Mr. Trump seria uma afronta ao mercado financeiro. Na verdade, os brilhantes economistas levaram $ 350 mil, cada um, pela falcatrua montada por Hillary e Obama. Resultado, foram esmagados politicamente. 
Artistas em fim de carreira, exemplo Bono Vono e Bruce Springsteen, James Taylor, fizeram campanha pro Hillary, mas não tem mais respaldo do público como antigamente. (Francisco Martins). 



sábado, 29 de outubro de 2016

FraM Martins, rejeição à imprensa brasileiro


Vanity Fair com tiragem de 1 milhão setecentos e cinquenta mil exemplares, é simplesmente a maior revista norte-americana de celebridades. A edição número 583 de março de 2009, trouxe artigo sobre Sue Mengers, a primeira mulher Agente artístico cujo casting tem Barbra Streisand, Mike Nichols e Jack Nicholson (na foto com Mrs Mengers em 1976). Sua área de lobster é Beverly Hills, onde mora. Edição comemorativa repleta de astros de Hollywood Kate Winslet, Sean Penn, Tom Hanks, Mickey Rourke e Heder Ledger por exemplo. Na capa, Mr. Obama. (Foto: Helmut Newton).

Não se pode por Martins na mesma panela destas coisinhas chamadas de jornalistas brasileiros! Sorry babies again.